Tiro Williams e 2009

Ano passado teve Tiro pra dar e vender. Como estamos em blog novo, acho necessário que os méritos conseguidos pela banda brasiliense sejam retomados aqui.

O disco de estréia dos caras ficou entre os “10 melhores nacionais do ano” do Correio Braziliense; foi considerado “2º melhor do ano” pelo Trama Virtual (que também colou os Tiros como revelação e soltou “O Verão” numa mixtape dos melhores de 2009, além de elogios pelo twitter da mesma em frases como “o indie rock brasileiro demorou uns 15 anos pra produzir isso. é um atraso considerável, mas valeu a espera”. Além disso, ganharam matéria nos jornais Correio Braziliense e Jornal de Brasília.

Tiro Williams: segundo melhor disco de 2009 no TramaVirtual

Aliás, pegando a vibe ali de cima, segue uma sequência de coisas bonitas que fizeram o filme da banda por aí:

“A banda de Brasília realizou um dos melhores discos do ano e, mais ainda, talvez um dos melhores discos do gênero (indie rock) em toda a história do estilo cantado em português”. Claudio Szynkier, para o site TramaVirtual.

“O primeiro tiro foi certeiro. O quarteto brasiliense Tiro Williams conseguiu, em sua primeira tentativa, traduzir as impressões sobre a vida no DF e a emoção dos 23, 24 anos, em dez faixas que constituem um ótimo disco – extremamente consistente – de indie rock. O disco homônimo é um caldeirão de ímpeto jovem amplificado por referências noventistas. Gravado num quarto, o resultado impressiona pela qualidade do som”. Enrico Vacaro, para o site TramaVirtual.

“Tiro Williams percorreu um caminho com sabedoria independente. Uma banda que promete uma carreira sólida, criativa, divertida e inteligente. Na contra-mão do “hype”, Tiro Williams é um exemplo de compromisso com a música de verdade”. Fernando Rosa, editor do site Senhor F.

Tiro Williams na FNAC, Pocketshow, 03 de Outubro

“Quase por instinto, o quarteto começa a fotografar o tempo frenético em que nasceu. Eles podem até fazer de conta que nada de extraordinário acontece, mas, na cena de Brasília, são uma raridade”. Tiago Faria, para o Correio Braziliense.

“As composições do Tiro Williams têm charme o suficiente para se destacar por mérito próprio. São canções de sensibilidade pop, com guitarras densas e letras espertas sobre assuntos do cotidiano”. Pedro Brandt, para o Correio Braziliense. Avaliação do disco: 4 estrelas.

“Eles conseguiram fugir, sem muito esforço, das imitações baratas de bandas bem-sucedidas, como Los Hermanos e Strokes, que assombram a cena indie de Brasília. O resultado da salada de frutas musical do Tiro Williams é um disco ensolarado, ideal para ser ouvido em uma viagem de carro, em direção ao litoral”. Igor Silveira, para o Jornal de Brasília.

"Tiro Williams" agosto (2009)

Junto do Enema Noise, o grupo foi uma das últimas bandas a integrar o Coletivo Esquina, estreando com um Pocket Show na FNAC em 2 de Outubro. E se tem Tiro pra dar e vender, vale lembrar que o disco deles pode ser baixado e comprado (baratíssimo; 5 conto!) aqui.

Anúncios

Sobre Coletivo Esquina
O Coletivo Esquina surgiu voltado para atender o cenário musical indepentente de Brasília e também responder por um dos pontos da cidade vinculados ao Circuito Fora do Eixo.

3 Responses to Tiro Williams e 2009

  1. Pingback: Tweets that mention Tiro Williams e 2009 « Coletivo Esquina (DF) -- Topsy.com

  2. Celso says:

    Olha, esse disco saiu pelo selo Senhor F, não foi? Então, ganhar elogio dele não é o mesmo que ser chamado de bonito pela mãe?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: