tá chegando o Móveis convida Festival Rolla Pedra!!!!!

MÓVEIS CONVIDA

50 bandas, oficinas, debates, pocket-shows e palestras de 7 a 12 de dezembro nas escolas, na unb, na livraria cultura e na esplanada dos ministérios.

um evento único

as bandas do coletivo estarão lá…

bem como nossos amigos e parceiros!!!!!

http://www.rollapedra.com/

O Festival Móveis Convida foi criado em 2005,pela banda-empresa Móveis Coloniais de Acaju, com o intuito de promover o intercâmbio musical e cultural entre bandas do Distrito Federal e de outros estados e países. Nas 10 edições de Festival, já se apresentaram mais de 400 artistas, entre eles as bandas Pato Fu, Los Hermanos,O Teatro Mágico, e promessas como Black Drawing Chalks entre outras. Tem público médio de 04 mil pessoas por edição.

O Festival Rolla Pedra tem o nome do saudoso Teatro, que na década de 1980 ajudou a revelar alguns dos grandes nomes da música candanga, como Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude, e algumas das bandas que levaram Brasília a receber o título de capital do rock nacional. Atualmente, as ações do Rolla Pedra têm como base o site http://www.rollapedra.com, no qual se encontra um cadastro de mais de 900 bandas e grupos de todo o Brasil. Ainda, disponibiliza uma rádio on-line onde pode ser conferido o som das bandas cadastradas, perfis, fotos e mp3 de bandas de todo o país.

Nessa edição especial com a junção dos dois festivais, quem ganha é a música de Brasília, 50 bandas celebram os 50 anos de Brasília em três dias de música no Complexo Cultural da República com entrada franca mediante a doação de 1kg de alimento para o MESA BRASIL do Sesc, além de palestras e oficinas de capacitação com foco na cadeia produtiva do mercado musical do DF.

PROGRAMAÇÃO DO FESTIVAL
ROLLA PEDRA MÚSICA DE BRASÍLIA e MÓVEIS CONVIDA

10 | 12 | 2010

16h00

ABERTURA DOS PORTÕES

18h – THE SQUINTZ

18h25 – OS MALTRAPILHOS

18h50 – UNDERPAIN

19h15 – RED OLD SNAKE

19h40 – ELFFUS

20h05 – ESTAMIRA

20h30 – FLASHOVER

20h55 – OPTICAL FAZE

21h20 – DECEIVERS

21h45 – MORETOOLS

22h10 – HARLLEQUIM

22h35 – DYNAHEAD

23h00 – MADAME SAATAN (PA)

23h30 – GALINHA PRETA & CONVIDADOS

00h05 – DFC

00h40 – LOBOTOMIA (SP)

1h10 – KHALLICE

1h50 – SOULSPELL (SP)

11 | 12 | 2010BANDA

16h00 – ABERTURA DOS PORTÕES

16h30 – TURRÓN PRESIDENCIAL

16h55 – VALDEZ

17h20 – OS THE LOS

17h45 – DARSHAN

18h10 – NONATO DENTE DE OURO & O ESQUADRÃO DE ÉBANO

18h35 – CÉSAR DE PAULA & PROJETO S.A.

19h00 – BESOURO DO RABO BRANCO

19h25 – JOHNNY SUXXX AND THE FUCKING BOYS (GO)

19h55 – WATSON

20h20 – SUÍTE SUPER LUXO

20h45 – ORGÂNICA (SP)

21h15 – JANICEDOLL

21h40 – TRAMPA

22h05 – ETNO

22h30 – 10ZER04

22h55 – CAMARONES ORQUESTRA GUITARRÍSTICA (RN)

23h25 – PORCAS BORBOLETAS (MG)

00h00 – ELLEN OLÉRIA

00h35 – MÓVEIS COLONIAIS DE ACAJU – Lançamento do primeiro dvd .

12 | 12 | 2010

16h00 – ABERTURA DOS PORTÕES

16h30 – REBEL SHOT PARTY

16h55 – ELECTRODOMESTICKS

17h20 – TIRO WILLIANS

17h45 – LOS TORRONES

18h10 – BROW HÁ

18h35 – PEDRINHO GRANA & OS TROCADOS

19h00 – DISSÔNICOS

19h25 – OS DINAMITES

19h50 – SAPATOS BICOLORES

20h20 – OS GRAMOFOCAS

20h50 – LUCY AND THE POPSONICS

21h20 – LITTLE QUAIL AND THE MAD BIRDS & CONVIDADOS

22h35 – PLEBE RUDE

texto original no blog do móveis

COLETIVO ESQUINA

COLETIVO ESQUINA

Anúncios

artista igual pedreiro, uma reflexão.

O texto abaixo foi retirado do blog Isaustiva

Artista Igual A Pedreiro
por Isabelle e seus surtos

Então é isso. Ultimamente tenho ouvido bastante essa banda, tava conversando com um amigo meu de Goiânia, que tava indo pro Goiania Noise, ele disse que tinha show do Macaco Bong aquele dia, fiquei com dorzinha de cotovelo e voltei a ouvir. Deu saudade dos shows que vi. Eu lembro exatamente, como o baixista parecia estar em transe de tanto que ele sentia a música. Meio que virou referência de show pra mim, sabe?
Macaco Bong: uma das bandas que me faz não renegar completamente o Mato Grosso.

E é por meio desta que, utilizando meu trabalho de Comunicação e Música, revitalizo meu blog.

artista igual pedreiro

artista igual pedreiro

Fazendo jus à origem cuiabana, Macaco Bong faz um som incendiário e é uma das mais poderosas bandas do Centro-Oeste. O power trio é composto por Bruno Kayapy na guitarra, Ynaiã na bateria e Ney Hugo no baixo, e o som, segundo os próprios, é uma desconstrução dos arranjos da música popular em sua forma padrão – o que é facilmente notado, devido à difícil digestão do disco – e preferem aliar-se à linguagem das harmonias tradicionais da música brasileira com jazz, fusion, pop, entre outros. São figuras certas pelo circuito de festivais nacionais e agora conquistam cada vez mais platéias internacionais.

O seu álbum Artista Igual A Pedreiro, de selo independente, de 2008, é seu álbum de estréia. Não é um álbum fácil, o trio gosta de fazer jogos com os ritmos que os influenciam: quando se tem a impressão de estar ouvindo uma banda de metal, eles passam a tocar jazz, o clássico rock progressivo, talvez punk. Os traços de jazz aparecem freqüentemente como um artifício de transição: a música ganha um ritmo, dá uma trégua no peso, e novamente retorna à habitual tonelada de riffs.

Capaz de mudar a cena do rock na sua cidade de origem, sua energia inigualável no palco já conquistou um público fiel. Um show dessa banda é uma experiência quase mística: é um dos poucos e raros que conseguem fazer o público sentir a música. Em entrevista, Ney Hugo, ao ser questionado sobre o critério para a escolha dos nomes das músicas, uma vez que elas não têm letras disse: “O texto não é a única maneira de se transmitir sensações ou intenções.”

e a próxima NOITE FORA DO EIXO TÁ CHEGANDO!

https://coletivoesquina.wordpress.com

http://twitpic.com/35qrk9/full
7 pilas

vem aí vem… noite fora do eixo do Coletivo Esquina
com as bandas:
LAFUSA – www.lafusa.net
&
TURRÓN PRESIDENCIAL – www.myspace.com/turronpresidencial
e ESQUINA DJ SET na discotecagem
as 21h
por apenas R$7

http://twitpic.com/35qrk9/full

vinheta: Octávio Schuenck Amorelli
música – 14 “don’t You know”

http://www.velvetpup.com.br

Esquina também no Caralivro

já conhecem nossa página no cara livro?
http://www.facebook.com/pages/Coletivo-Esquina/160992083937739?v=wall

entra lá….
e pode ver nosso twitter também:
www.twitter.com/coletivoesquina

Lafusa e Turrón Presidencial na noite fora do Eixo

no Velvet Pub - 102 norte - dia 25 as 21h apenas R$7

Noite Fora do Eixo com Turrón Presidencial e Lafusa no Velvet Pub - 102 norte - dia 25 as 21h apenas R$7 com discotecagem ESQUINA DJ SET (Mixolídio Mix)

VEM PRA NOSSA NOITE HEIN! @VelvetPub dia 25 do ONZE, com LAFU… on Twitpic

VEM PRA NOSSA NOITE HEIN! @VelvetPub dia 25 do ONZE, com LAFU… on Twitpic.

VEM PRA NOSSA NOITE HEIN! @VelvetPub dia 25 do ONZE, com LAFU... on Twitpic

WebTv Esquina

opa… como estão vocês?
sabe esse papo dos vlogs?
então….mais do que apenas vlogs… sim no plural… o coletivo esquina está preparando uma programação para ficar 24h online para vocês…
o endereço da nossa webTv é esse
http://www.livestream.com/tvesquina
além das intervenções ao vivo onde vocês poderão ver shows, ensaios e uns bate-papos ao vivo a TvEsquina também terá na sua programação pérolas da cena independente.
desse e de outros coletivos parceiros da rede fora do eixo.
então quando vc não tiver o que assistir na internet entra na nossa WebTV
http://www.livestream.com/tvesquina
é bom rápido e bem bacana mano…
nossos últimos videos se encontram nessa coluna ao lado…
para você mesmo escolher o que assistirá.
entra aí!!!!

Watson, um bom disco em 2010.

capa Watson

Watson (2010)

por Pedro Branco

Em 2010, ano de Copa do Mundo e Eleições, ouvi dizer que uma banda da cidade estava lançando um disco. Watson. Uma pequena banda de Brasília – nossa capital – que se lançou à cruzada que é gravar um disco em 2010. O disco reúne 12 faixas originais, que passeiam pela trajetória da banda, iniciada em 2002, quando a primeiríssima formação da banda disparou um processo que culmina no lançamento de seu primeiro álbum justamente este ano, já tão preenchido (já que esta cidade encosta, inteira, à beira da estrada para ver qualquer caravana passar, e depois volta ao tédio da superquadra, da lei seca e dos mesmos e vazios dias da semana).

Se Brasília é assim tão pequena, como deixamos passar tão despercebido o som produzido por estes 4 músicos fantásticos? Talvez seja porque todo bloco sabe o quanto tem pra saber, e ninguém sabe ir além do bairro em que foi criado. Talvez seja até por isso que nós (digo, vocês), brasilienses, enchem tanto a boca pra dizer que a cidade que nos cerca não tem identidade, não tem cultura, nada pra fazer.

OK, não tem mesmo nada pra se fazer. Mas nós sempre vivemos com isso, e a cada geração que entra, os problemas parecem os mesmos, porque toda estrada parece igual, mas não é. E ainda bem que não é, porque é desse tédio e do sentimento de crescer em uma cidade adolescente que brotam as letras do vocalista e guitarrista Miguel Martins. Não acredito em bons poemas: a poesia é algo como um gás, que se pode pegar emprestado, soprar na superfície de qualquer folha de papel na tentativa de impregnar dela as palavras que escolhemos – e que depende só do quão fundo conseguimos respirar. É assim, de um fôlego só, que as letras, simples e poderosas, nos atingem por sua sinceridade, força, e por, às vezes, beirar o banal de todo dia, nos parecendo, assim, estranhamente familiares.

Jack, Adriano, Filipe e Miguel

Jack, Adriano, Filipe e Miguel

Os arranjos são cuidadosos e detalhistas: não ficam devendo nada a grandes bandas, e, embora possamos facilmente associá-los a algumas de suas fontes de inspiração, o Watson cria para si uma indumentária sonora bastante peculiar, que rasga a roupa a golpes de palheta, tentando descobrir sua identidade. Assim como Brasília, afinal, uma adolescente em crise, que todo mundo diz que não tem nada pra fazer, mas que eu acho que já está na idade de sair quebrando tudo e tirar leite de pedra pra se divertir, porque tão dizendo que falta cultura nesta cidade, é porque tá todo mundo caçando alguma caravana pra ver, ao invés de viver, crescer e, quem sabe, morrer BRASILIENSE. De verdade.

Não ligue a TV. Não leia os jornais.

Use. Abuse. Esprema.

Ouça.

Ouça “Quitinete”, “Notícia do dia 3” e “Bolero”, na minha opinião, os pontos altos do disco. “Quitinete” tem um riff fantástico, todo redondo (e pop), mas não deixa de dar espaço a um som mais experimental, como também em “Notícia do dia 3”, um quase noise, que me fez pensar em Sonic Youth (aliás uma constante discreta ao longo de várias faixas do álbum) porque tem um peso muito interessante e aquela pegada riot rock dos anos 90. “Bolero” já é mais tradicional, uma baladinha mais estilo “Creep”, mas a letra é fantástica. Aliás, pela letra eu ressalto “Emitivi apresenta”, algo como um manifesto bem claro a respeito da forma como as coisas acontecem no mundo da música, cuja antítese talvez seja “Tupanzine” (uma fotografia batida em um show fracassado?), uma realidade muito mais próxima do cenário musical de Brasília, hoje.

O disco é muito interessante, e nele se percebem momentos muito claros em termos de amadurecimento musical. Nele se encontram a força que impulsionou o Blur, a pegada dançante de Franz Ferdinand, a influência forte do pós-punk. Os elementos estão à procura de identidade. Mas é uma trajetória fascinante.

Watson (2010)

o disco da Watson se encontra disponível no site oficial da banda.
http://www.bandawatson.com.br/

%d blogueiros gostam disto: